Submissões

Leia atentamente as informações abaixo antes de submeter seu trabalho

Critérios Gerais:

1. Estar inscrito(a) no evento.

2. Para cada inscrição serão aceitos até dois trabalhos como primeiro autor/a.

3. Será permitida a inscrição de trabalhos assinados por um/a autor/a e até cinco coautores.

4. A pessoa que realizar a submissão será considerada como primeiro/a autor/a automaticamente, e não será possível a alteração.

5. Os trabalhos inscritos poderão apresentar resultados de pesquisas concluídas ou em andamento.

    5.1. Trabalhos que envolvam seres humanos deverão indicar no texto o número, bem como a anexação do parecer de aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP), inclusive para estudos de casos, série de casos e relatos de casos.

    5.2. Para submissão de relatos de experiência não será necessário o parecer de aprovação do CEP. Contudo, os mesmos deverão descrever experiências que possam contribuir de forma relevante para sua área de atuação. Vivências profissionais e acadêmicas exitosas ou não, que contribuam com a discussão, estabeleçam ponderações e reflexões, além da troca e a proposição de ideias para a melhoria do cuidado na saúde em Oncologia. 

    5.3. Não serão aceitos projetos, assim como pesquisas na área da saúde, realizadas sem a comprovação de conformidade com a Resolução nº 466/2012 do Conselho Nacional de Saúde (CNS) e Declaração de Helsinque.

    5.4. Aqueles estudos que envolverem animais deverão estar em consonância com as normas da Comissão de Ética em Experimentação e Bem-estar Animal, apresentando número e parecer desse Comitê.

    5.5. Trabalhos dos eixos Advocacy e Inovação, Tecnologia e Gestão em saúde (Ciências Sociais e Humanas) deverão estar de acordo com a Resolução nº 510/2016 do CNS; no caso do envolvimento de seres humanos, também deverão constar o número de aprovação e anexar o parecer do CEP.

6. Os resumos simples que tiverem apontamentos de correções pelos membros da Comissão Científica serão devolvidos aos autores para que executem as alterações em até 48 horas, a contar do horário de devolutiva da comissão.

7. Os trabalhos aprovados serão hospedados no site do evento na modalidade e-pôster (as normas para confecção podem ser conferidas no sítio do evento), assim como serão apresentados e avaliados presencialmente, nos dias 26 e 27 de agosto de 2022 (data e horários a serem divulgados). 

8. Na modalidade e-pôster (mediante apresentação do autor ou um dos coautores), será emitido e entregue um certificado de apresentação de trabalho científico, contendo o nome do autor e todos os coautores.

9. Serão aceitos para Avaliação da Comissão Científica, os primeiros 250 resumos submetidos. Após a aprovação serão enviados para a publicação dos Anais do Evento na Revista Brasileira de Cancerologia - RBC.

10. Os resumos simples deverão ser submetidos pelo sítio: www.congressooncologia.com.br.

11. Os resumos poderão ser submetidos nas línguas portuguesa.

12. Para cada trabalho aceito (aprovado) deverá ser pago o valor de R$ 30,00 (trinta reais).


Todos os Resumos Simples Aprovados serão publicados como Anais do Evento na Revista Brasileira de Cancerologia (RBC) - http://www.inca.gov.br/rbc/, ISSN 0034-7116

Serão aceitos Resumos oriundos de pesquisas de Revisão de Literatura Sistemática ou Integrativa (de acordo com as normas em Anexo 1); Relatos de Casos Clínicos; Relatos de Experiências e Pesquisas Originais concluídas ou em andamento.

Em cada eixo, (Promoção da Saúde, Epidemiologia e Prevenção do Câncer; Diagnóstico e Tratamento do Câncer; Cuidados Paliativos em Oncologia; Advocacy; e Inovação, Tecnologia e Gestão em saúde) a Comissão Avaliadora irá premiar o melhor resumo, com a emissão de certificado e honra ao mérito de melhor trabalho.


Prazo de submissões:

02 de maio a 30 de junho de 2022


Eixo temático Descrição
Promoção da Saúde 
Epidemiologia
Prevenção do Câncer
Estudos que tenham como objetivo o fortalecimento da promoção da saúde e que visem o desencadeamento de intervenções e ações articulados na ascensão e estímulo relacionados à adoção de comportamentos e estilos de vida saudáveis; alteração de condutas dos indivíduos nas dimensões sociais, econômicas e ambientais ou prestação de serviços que culminem na proteção da saúde com relação ao desenvolvimento do câncer. Gerenciamento e interação entre os meios físicos, biológicos, psíquicos, espirituais, econômicos e sociais na preservação de conceitos e teorias com a finalidade da manutenção ou alteração das relações existentes. Abordagens epidemiológicas do câncer, fatores de riscos associados ao desenvolvimento da doença, ações de prevenções primárias e secundárias; educação e letramento em saúde com enfoque na capacidade dos indivíduos de acessarem e utilizarem informações de saúde para tomadas de decisões; principais fatores de risco do câncer e a atuação dos profissionais neste contexto. 

Diagnóstico e Tratamento do Câncer Investigações que apontem os avanços no tratamento do câncer - abordagens relacionadas ao diagnóstico e tratamento (cirurgia, quimioterapia, radioterapia, hormonioterapia, terapia alvo, imunoterapia e transplantes, entre outros) e o impacto dessas terapias na sobrevida global; sobrevida livre de progressão do câncer e qualidade de vida do paciente. Estudos moleculares de biomarcadores. Diagnóstico molecular (citogenética, genética e biologia molecular) e por imagem. Identificação de novos fármacos, substâncias ou moléculas com potencial terapêutico e mecanismos de ação associados. Terapias de suporte para o paciente oncológico.                
Cuidados Paliativos em Oncologia Estudos que abordem os cuidados paliativos no paciente oncológico, seus familiares/cuidadores e equipe multiprofissional: medidas de acolhimento; conforto; qualidade de final de vida e intervenções que minimizem o sofrimento humano para alívio de dor, fadiga, dispneia e caquexia neoplásica e os aspectos relacionais direcionados ao indivíduo, à família, à equipe, ao suporte social e finitude.

Advocacy Investigações acerca do fortalecimento da promoção da defesa dos direitos dos pacientes oncológicos e que visem o aprimoramento do poder judiciário nas políticas públicas de prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer como, política de atenção e de controle do câncer do Sistema Único de Saúde (SUS), política de medicamento e de tratamento de alto custo e sua judicialização. Estudos sobre as ações utilizadas pelo Ministério Público, responsabilidade do Estado e reflexões sobre as obrigações dos planos de saúde na regulação da radioterapia e quimioterapia. Análise sobre as diretivas antecipadas de vontade e a morte digna no ordenamento jurídico e no entendimento jurisprudencial brasileiro e internacional. Atualizações no rol da ANS, critérios e parâmetros referenciais para a habilitação de estabelecimentos de saúde na alta complexidade em oncologia no SUS.

Inovação, Tecnologia e Gestão em saúde Estudos que priorizem o desenvolvimento de ações e pesquisas na área da gestão, logística, administração e políticas relacionadas ao impacto econômico do tratamento do câncer. Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde – Conitec e ações de gestão e incorporação de tecnologias e inovação em Saúde no SUS. Ferramentas digitais, protocolo clínicos e diretrizes terapêuticas inovadoras na área da saúde.